Palavra Flamenca

O espetáculo surge do encontro entre amigos artistas pesquisadores da mesma vertente, a arte espanhola.

Alê Palma, músico e pesquisador em guitarra flamenca, Tati Barcellos mestre, coreografa e bailarina, os também bailarinos de flamenco, atuantes no cenário curitibano Joe Caetano e Ale Dias Zabot e o ator e diretor teatral Sandro Tueros, se encontram neste espetáculo, para levar aos mais variados públicos a força, a beleza, vibração e expressividade da arte flamenca. Divulgando uma arte que, merecidamente, foi reconhecida pela UNESCO como “Patrimônio Imaterial da Humanidade” em 2010.

O espetáculo Palavra Flamenca se serve da arte flamenca num diálogo contemporâneo com as obras “Poemas Del Cante Jondo” e “El Romancero Gitano” do espanhol Federico Garcia Lorca, um dos maiores expoentes desta arte (1898 – 1936), numa visão do poeta sobre a dança e a cultura tradicional espanhola, misturando-se em verso, guitarra e baile flamenco.

Palavra Flamenca intercala uma seleção romântica de poemas do espanhol: La Guitarra, El Silencio, Encuentro, La Casada Infiel , entre outros, com dança e melodia, soleá, seguiriyas, numa homenagem a este autor surrealista que tanto encantou e encanta corações apaixonados, patriotas e amargurados, e que até hoje vibra com sua força latina, pulsante na língua e na cultura espanhola contemporânea tão propagada pelo mundo.

“Vean ustedes, señores, la trascendencia que tiene el cante jondo y qué acierto tan grande el que tuvo nuestro pueblo al llamarlo así. Es hondo, verdaderamente hondo, más que todos los pozos que el corazón actual que lo crea y la voz que lo canta, pues es casi infinito. Viene de razas lejanas, atravesando el cementerio de los años y las frondas de los vientos marchitos. Viene del primer llanto y del primer beso”.

 

“Vejam os senhores, a transcendência que tem o cante profundo e que acerto tão grande teve o nosso povo chamando-o assim. É profundo, verdadeiramente profundo, mais que todos os poços que o coração atual que o cria e a voz que o canta, pois é quase infinito. Vem de raças distantes, atravessando o cemitério dos anos e as folhas dos ventos murchos. Vem do primeiro pranto e do primeiro beijo”.

Federico Garcia Lorca

 

A temporada em Curitiba aconteceu em agosto e setembro de 2015 nos Teatros Londrina e Miniauditório do Teatro Guaíra. O projeto Palavra Flamenca foi realizado com o Incentivo da Caixa Econômica Federal por meio da Lei de Mecenato Municipal da Fundação Cultural de Curitiba.

Direção e atuação: Sandro Tueros

Composição musical e violonista: Alê Palma

Direção coreográfica e baile: Tati Barcellos

Bailaores intérprete-criadores: Ale Dias Zabot e Joe Caetano

Cenário e Figurino: Paulo Vinícius

Projeto de Iluminação: Rodrigo Ziolkowski

Maquiagem: Felipe Prochmann

Fotografia e Vídeo: Jéssica Mirelly

Fotógrafo pré-produção: Odair Rodrigues

Designer Gráfico: Alana Schreiber

Realização: ST Produções Teatrais

PROJETO REALIZADO COM O APOIO DO PROGRAMA DE APOIO E INCENTIVO À CULTURA FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA E DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA.

Palavra Flamenca

ST Produções Teatrais © 2019 Todos os Direitos Reservados

Palavra Flamenca

Foto: Jéssica Mirelly