Aconteceu no Brasil... Enquanto o ônibus não vem!

Num lugar perdido deste país moram Dona Josefina e as duas filhas que lhe restaram, Amarinda e Miranda. A primeira, muito objetiva e ambiciosa; a segunda, sonhadora e apaixonada. Um dia, chega a este lugar o Coronel Vicente Capador acompanhado de seu servo, Saci. Eles viajam em direção ao Porto de Santos, onde Capador pretende vender uma preciosidade que roubou da Floresta Amazônica: o último índio do Brasil. Também chegam a este lugar, Biro-Biro, malandro do Rio de Janeiro, perseguido pela polícia; e Rosendo, sujeito simples, do Nordeste, que deseja retornar à terra natal depois de anos de trabalho em São Paulo. Ao perceber que estão perdidos num lugar longínquo deste país, obrigados a esperar o próximo ônibus - que só passará dentro de uma semana – resta aos forasteiros aceitar a hospedagem oferecida por Dona Josefina. Assim, as filhas de Josefina ficam satisfeitas, uma pela possibilidade de lucrar e a outra, pela esperança de encontrar um grande amor. Capador encontra em Amarinda uma aliada no seu plano de vender o índio e talvez vender também a bela mulata Miranda, como produto de exportação tipicamente brasileiro. Saci, Rosendo e Biro-Biro se unem para tentar impedir os propósitos dos vilões. Mas quem realmente consegue encontrar a solução para salvar o Índio e Miranda é Dona Josefina. É por meio das relações entre personagens-tipos da formação da cultura brasileira, como malandros, coronéis, mulatas, mães, servos, patrões e empregados que se estrutura a metáfora social de nossa realidade abordada neste espetáculo pela Commedia dell’Arte.

Após dois anos de descanso, "Aconteceu No Brasil" volta em cena com um novo e renovado elenco, novas ideias mas sempre com o mesmo espirito e a mesma necessidade; falar aos brasileiros do nosso Brasil. O conjunto de personagens da peça são representativos da realidade deste país. Realidade contemporânea e histórica. Alguns deles são representações de uma imagem convencional do Brasil, outros da nova realidade deste país, outros ainda, lembrança histórica de uma realidade não totalmente desaparecida. Personagens que alcançam assuntos no aspecto social, político, moral, religioso, econômico, histórico e cultural. A construção da dramaturgia evoca algum texto de Ariano Suassuna, com a contraposição entre as personagens do bem e as do mal. Mundos em contraste que debatem na cena, filosofias de vida diferentes mostrando uma foto deste país como na realidade é. Feito de diferenças, de contrastes, de contradições, de qualidade, de criatividade e fantasia, de relações difíceis, de jeitinho, num tempo de espera comum para todo mundo, aquele tempo “enquanto o ônibus não vem”. “Aconteceu no Brasil” porque aconteceu historicamente, porque acontece, porque continua acontecendo e porque não aconteça nunca mais. Construído a partir do estilo da antiga Comedia dell’Arte italiana, onde comicidade, ritmo, corpo, máscaras, “lazzi” são as características principais, “Aconteceu no Brasil” propõe níveis de leitura diferentes ao alcance seja do mendigo da rua, assim como do professor da universidade.

O espetáculo, repertorio do Grupo Arte Da Comédia, desde 2007 e premiado em vários festivais no Brasil e com o Troféu Gralha Azul, marca o ponto mais alto da pesquisa sobre a Comédia dell’Arte italiana aplicada ao Brasil conduzido pelo diretor Roberto Innocente (Itália) e o Grupo desde sua chegada em Curitiba. 

Origem: Curitiba - PR

Classificação etária: 10 anos.

Texto e Direção: Roberto Innocente

Direção Musical: Paulo Chierentin

Elenco: Duilio De Pol, Douglas Kodi, Marcelo Felczak, Rana Moscheta, Douglas Borba e Bruna Carvalho

Cenário (realização): Bira Paes

Máscaras: Roberto Innocente

Figurinos: Sandra Canonico

Produção Comercial: ST Produções Teatrais

Duração: 60 minutos.

ST Produções Teatrais © 2019 Todos os Direitos Reservados